domingo, 17 de outubro de 2010

Conheça a cidade mineira onde não existe violência

A cidade localizada no triângulo mineiro se chama Cascalho Rico, tem apenas 3 mil habitantes e esbanja tranquilidade e segurança. A cadeia foi desativada, pois, há 19 anos não houve nenhum crime. Os moradores não têm o hábito de trancar o carro e as casa estão sempre abertas.




Fonte: R7

2 comentários:

CYBORG.SPFC disse...

Em tempo: "Luís Franco Nassaro, Capitão PM Coordenador Operacional do 32º BPM/I – Assis/SP." A PM de SP é uma das melhores, senão a melhor, do país; contudo nem os policiais que tomaram parte no ocorrido, e nem o senhor, merecem fazer parte dela. Se de fato o personagem era um "mendigo"; qual a periculosidade que ele ofericia de forma a justificar o que o senhor chama de "uso de força moderada (quebrando dois dedos do repórter)"? E a sociedade local está tão do lado de tal medida que, na mesma reportagem, apareceu um morador da cidade questionando a abordagem e comunicando o acionamento da polícia civil para flagrar o abuso de autoridade. Eu não culpo de todo os militares diretamente envolvidos, já que, no caso deles, o nível de escolaridade não deve passar do ensino médio; mas no seu caso, provavelmente ensino superior, mas tendo um domínio intelectual tão ínfimo, a ponto de repetir um discurso repressor decorado desde os tempos da ditadura, não há como não culpá-lo e sobreculpá-lo. E se ao invés de um repórter de um programa humorístico fosse um membro da corregedoria de polícia de SP que estivesse disfarçado, e sofresse o mesmo abuso? Será que o senhor, do auto da representação de autoridade que a sua patente lhe confere, se sentiria tão a vontade de entrar neste blog e fazer defesa inflamada de uma "ação procedente por parte dos PMs envolvidos"? A PM de SP não me enoja; ao contrário, me orgulha, pois mesmo com a escalada do crime e seus métodos sempre foi combativa e eficiente; me enoja saber que tais policiais e o senhor vestem e mancham esta farda digna da bandeira do Estado mais poderoso da nação. Fique a vontade para escrever seus delírios, afinal o espaço é seu; contudo não imagine que só os seus partidários o lerão, outros virão e farão um comentário próximo daquilo que o senhor merece ouvir... Entregue-se ao seu conto de fadas reprimido; deleite-se...

Ass.: Anderson da Silva Adelaido; Professor de Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Respectivas Literaturas; Docente I - RJ

Rādhā-prīti Devi Dasi disse...

Desculpa invadir seu blog, mas tenho uma dúvida sobre os costumes da polícia militar mineira, aliás, até sugeriria que fizesse um post aqui a respeito, ajudaria a sanar as dúvidas das meninas, que nem eu. Sabe a cerimônia de teto de aço? Aquela que os oficiais vão ao casamento de um amigo, também militar, e levantam a espada enquanto os noivos passam por debaixo? Gostaria de saber as regras da PM. Primeiro precisa de qual patente para ter direito a cerimonia? Pode ser soldado ou somente a partir de aspirante a oficial? As mulheres da PM também tem direito?
Por favor, responda minha dúvida via e-mail também…
radhapriti@gmail.com