segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Bêbado, advogado taxa militares de"policinhas" e tenta quebrar delegacia

E o melhor de tudo, repare na imagem, o policial fez a apreensão por desacato a autoridade, direção perigosa, o motorista estava alcoolizado, e advinha se ele vai ser preso, com certeza ele vai mover uma ação contra os PM´s alegando que não resistiu a prisão. A justiça em alguns casos e Cega. (Advogados fazer o quê?).
Nada contra!

Cuiabá - Bêbado, um advogado, cujo nome a Polícia ainda mentem em sigilo, aprontou a maior confusão dentro do plantão policial do Cisc-Oeste, no bairro Verdão. Detido pela Polícia Militar em uma camioneta importada no centro de Cuiabá durante uma briga, o advogado começou discriminando os policiais militares, tratando-os como “policinhas de merda”. Mesmo resistindo á prisão, o advogado foi algemado e levado para o plantão do Cisc-Oeste. Pouco depois chegaram mais três advogados, todos também bêbados, que engrossaram a violência, partindo para cima dos policiais, que tiveram que usar força física para acalmá-los. Nervoso e falando muito, o advogado ainda tentou quebrar a porta da delegacia em mais um momento de fúria. Mais calmo, ele foi enquadrado em três crimes: Desacato, resistência à prisão e desobediência. A Polícia fez um Termo Circunstanciado, já enviado para o Juizado Especial Criminal. A confusão, segundo o delegado Miguel Rogério Gualda, começou por volta das 2h30 da madrugada, e só foi parar por volta das 6 horas. “Os policiais militares realizavam uma blitz em Cuiabá, quando mandaram o motorista de uma camioneta importada parar, pois estava trafegando em alta velocidade. O motorista desceu furioso e chamou os PMs de policinhas de merda. Ai começou a primeira confusão que foi parar no plantão de polícia”, afirmou o delegado Rogério Gualda.

Um comentário:

daniel disse...

E o cara é advogado. Devia dar exemplo. Falta agora é falar que os policiais é que são culpados da reação do "Doutor". Como é que uma pessoa como esta, passa pela OAB. Acho que falta algo mais nestes exames.