domingo, 3 de janeiro de 2010

PMERJ - Cabines da Polícia Militar estão abandonadas na cidade

Niterói. Além da falta de conforto para os policiais, também falta segurança. Das 15 cabines da corporação na cidade, apenas duas são blindadas. Apesar do apelo da população para que as unidades de policiamento sejam substituídas, ainda não há previsão para que as outras 13 passem por reformas.

De acordo com a PM, a implantação de novas cabines blindadas em Niterói ainda não passou da fase de estudo. O comandante do 12ºBPM (Niterói), tenente-coronel Maurício de Moraes, alega que com exceção da cabine localizada na altura do Cemitério Parque da Colina, em Pendotiba, todas as outras estão funcionando normalmente.

"Há três meses já pedi (ao comando da PM) para que as cabines em mau estado de conservação fossem reformadas ou substituídas pelas blindadas. Ainda não tenho previsão de quando elas vão começar a ser substituídas ou passar por reformas", disse o comandante do 12ºBPM.

Enquanto isso, não é difícil constatar o abandono de algumas cabines. Os moradores de Icaraí, que diariamente caminham no calçadão da praia, conseguem ver os vidros quebrados e o acúmulo de lixo dentro da cabine localizada na altura da Estrada Fróes.

Em relação ao lixo acumulado no interior das cabines, a reação do comandante foi de surpresa. "O policial militar tem que manter limpo seu local de trabalho", frisou.

O comandante do 12ºBPM reconheceu que a cabine localizada na Praia das Flechas, em Icaraí, está em mau estado de conservação, mas garantiu que já foi providenciada a sua reforma. Ele, no entanto, não deu prazo para que isso aconteça.

População reclama da falta de policiais de plantão em diversos pontos da cidade

Além do estado de conservação precário das cabines, a população também reclama que muitas vezes não encontra policiais de plantão nas mesmas. Para a dona de casa Áurea Araújo, de 63 anos, as cabines funcionando poderiam trazer segurança para o bairro.

"Nunca fui assaltada, mas já ouvi vários casos de assaltos no calçadão da Praia de Icaraí. Seria ótimo que essas cabines fossem reativadas. Uma reforma seria bem-vinda até para os policiais militares", disse a dona de casa, que mora há 38 anos na Rua Joaquim Távora.

Outro morador do bairro, o empresário Ailson Jorge Brasil, de 56 anos, também reclamou do abandono das cabines. Segundo ele, uma das cabines da Praia de Icaraí, na altura da Estrada Leopoldo Fróes, funcionou normalmente durante muitos anos antes de ser abandonada.

"É uma falta de consideração com a população essas cabines abandonadas. Elas ajudam a trazer segurança para os moradores da cidade. Assim, a gente fica sem proteção nenhuma nessa área", disse o empresário.


Fonte: O Fluminense

Um comentário:

willian_w_dr disse...

se acha essa aí ruim vai no c 1/2 do 1º bpm,desumano bandidos circulam armados e fazem ameaças a policias de plantao......em breve sairá um carregado, tomara q nao seja eu...deus me ajude.